8

Dicas valiosas de Diego Briganti

Várias queridas me pediram indicações de DJ. E para que vcs conheçam melhor minha indicação, bati um papo com o DJ Diego Briganti da DB2 produções que dá dicas valiosas na hora da escolha de um profissional.

Primeiro vamos conhecer o histórico desse profissional:
"A história da DB2 é quase poética, pois envolve o sonho de um garoto que, aos 13 anos já atuava como DJ nas festas de amigos e familiares.
Os anos foram passando e, em virtude de muita dedicação, esforço – e claro – qualidade primorosa na execução de seu trabalho, Diego passou a atuar em importantes casas noturnas da noite paulistana – O Leopolldo, Biosphera, Phoenix, Limelight, Resumo da Ópera, Oz, Joy, além das discotecas dos clubes Monte Líbano, Sírio Libanês, Ipê e Pinheiros – além de produzir programas de rádio como Ritmo da Noite na Jovem Pan FM, Adrenalina na Transamérica FM, Radio DJ na 97FM e o saudoso Metro Night, na Metropolitana.
Com a certeza e determinação que envolvem todos os apaixonados pela sua profissão, em 1993 iniciou seu caminho na produção de eventos, aliando-se a profissionais de altíssima qualidade e investindo (já naquela época e de forma totalmente pioneira) no uso de equipamentos importados e computadorizados para boates e festas. 
Buscando evolução e aperfeiçoamento contínuo, em 1997 foi para Boston- EUA, onde passou 2 anos e finalizou cursos de som e iluminação, além de ter obtido – com mérito – o cargo de DJ nas famosas Boates Avalon e Q.
Retornando ao país, iniciou o projeto do que é hoje a DB2 Produção, além de ter sido percussor da tendência de transformar locais que ambientam restaurantes em grandes baladas (Pucci), exatamente como a tendência que experimentou no tempo em que esteve nos Estados Unidos.
Assim, o caminho estava demarcado."
E agora conhcendo Diego Briganti:

1ª) Diego vc é DJ a quanto tempo?
Comecei em 1988, fazendo festas para amigos e em 1990 fui tocar em casa noturna, com 15 anos de idade. Nesta época os DJ´s tocavam de costa para pista de dança, ou dentro de uma sala com vidro... Mas conseguimos mudar, hoje até gente famosa quer ser DJ!!! Ou seja, ser DJ é COOL, mas ser bom DJ é manter a pista sempre com sorriso no rosto das pessoas!

2ª)Nesses 21 anos de carreira o que vc considera que faz uma festa bombar?
Esta pergunta me persegue até hoje! Mas fico feliz em responder, pois acredito em três fatores para o sucesso de uma festa:
A) Bom serviço dos contratados (Buffet, DJ, Segurança e etc.), você tem que estar segura do que contratou
e sempre exigir um contrato.
B) Saber o que gosto musical de seus convidados, este é o nosso segredo, que passamos aos nossos amigos e clientes, trazendo os convidados a participar da festa. Hoje com um simples e-mail, você pode e
deve pedir palpites e idéias musicais, para a festa como um todo, pois os convidados quando escrevem pedindo uma musica ao ouvi-lá na festa, sentem-se muito prestigiado!
C) Claro, a energia positiva dos ANFITRIÕES! Às vezes noivos, aniversariantes, produtores ficam nervosos com a festa ou evento, passando esta energia e preocupação aos prestadores, podendo até estragar a festa, pela ansiedade e pressa.
Dica: Se você pediu um bolo "azul" e chegou lá e está amarelo, vire um prosecco e anote no caderninho (para quando chegar de lua de mel ver o que aconteceu), pois pode ter sido um erro da doceira ou mesmo um acidente. O mais importante é que o bolo e sua festa estão lá e você tem aproveitar muito!

3ª) Qual a quantidade de estilos e proporção que vc recomenda para uma festa? Ex. Se uma festa dura 4h 1h de rock, 2 de samba e assim por diante.
Não fazemos os pacotes musicas, como "Banda" faz, tipo, agora anos 60, depois 70 e assim por diante.
O que fazemos é saber o gosto dos clientes, noivos, pedimos para que conversem com seus amigos e famíliares, para termos um "norte" e ai vamos seguindo o Feeling e usamos o Know How de anos de experiência que cada DJ tem aqui na DB2.
Para você ter uma idéia, a média de horário de festa da DB2 são de 6,5 horas de pista e quase 10 horas
de festa no total! Ou seja, a melhor coisa do mundo é informar ao DJ o que não quer tocar, ter um serviço de Buffet e não deixar a bebida alcólica acabar, claro, noiva e noivo na pista de dança é SUCESSO de pista cheia!

4ª)Tem alguma coisa que vc acha que não é legal tocar?
Bom, sempre digo que existem dois tipos e músicas, as boas e ruins, e isto é muito particular. Por exemplo,
não tocaria FUNK em uma festa minha, mas quando fazemos festa no Rio de Janeiro é item OBRIGATÓRIO!
Lembrando que não existe musica brega ou ruim, pois cada pessoa tem sua história musical, ou seja, cada um tem a sua TRILHA SONORA.

5ª)Quais os cuidados que vc acha que uma noiva tem que ter ao contratar um DJ e equipamentos?
- INDICAÇÕES (Ir ao que tenha boas indicações);
- Conhecer a Estrutura que ele possui (ir à empresa - ver os equipamentos - ver a equipe que trabalha com ele);
- Ir a uma festa que ele esteja fazendo (mesmo que seja na montagem e conversar com os técnicos);
- Solicitar sempre um contrato;
- Sempre, seguir a razão, pois como fazer festa de casamento mexe com sonho, existem bons vendedores que vendem Água por champagne. E isto, infelizmente existe! Estranhe valores baixos, pois equipamento bom é caro, ter acesso às músicas exige tempo e assim por diante;
- Sempre PEGUE mais de 4 orçamentos e pergunte sobre os equipamentos (nenhuma noiva tem obrigação de saber o que é o equipamento e para que serve).
Lembre-se que entre uma empresa o outra tem montagem diferente, equipamento diferente e quantidades diferentes.
Uma frase que escutava de um grande técnico e amigo meu: "Som alto não é sinonimo de qualidade, mas sim
de dor de ouvido depois da festa. "
Você não quer seus convidados gritando para conversar... Isto pode ser resolvido na montagem da Pista de Dança.. um exemplo.

6ª)Vc ajuda as noivas a escolherem as músicas ou elas te dão uma lista pronta?
Esta é uma das partes mais legal com os noivos!
Passamos uma lição de casa para eles, uma questionário musical, para depois sentarmos um mês antes da festa para fazermos o CRONOGRAMA musical, ou seja, montar o cronograma da festa, entrada dos convidados, entrados noivos, se vai ter brinde, se vão dançar, se vai ter vídeo clipe de fotos e o que eles querem escutar na festa.
Esta reunião acontece no Estúdio DB2, sempre com muita música e alegria.

7ª)Vc toca na Pucci, né?! É um hobby ou trabalho também?
Sim, a história do Pucci é muito engraçada e é um CASE de Marketing!
Tudo começou quando em 1999 eu queria dar uma festa para meus amigos mas não achava um local. Os lugares em que trabalhei não existiam mais e os que existiam estavam investindo me música eletrônica, mas
não queria isto para  minha festa.
Rodei a cidade e acabei parando no Pucci, que era um restaurante e tinha como o gerente o Pavarotti, que trabalhou comigo no Biosphera em 1993 e 1994! Pronto, primeiro passo dado, vamos fazer uma festa em Janeiro de 2000, em uma quinta feira.
Fizemos a festa, foram umas 400 pessoas, a casa como disse, era um restaurante e como tal, não tinha estrutura para uma casa noturna. O som era da Antiga RDS Som Profissional, que levava todos os dias...
E assim eu + Pavarotti + Pucci fomos fazendo um local que tocava Dance Music e flash Back. Fomos na contra mão da tendência e deu certo!
Fiquei até junho de 2003 no Pucci, foram anos maravilhosos, sucesso absoluto, mas o DJ Diego Briganti era chamado para fazer casamentos e festas empresariais... fui comprando mais caixas de som, mais equipamentos, montei um escritório e pronto, não tinha mais finais de semana livre, somente para festas.
Tive que tomar a decisão de sair do Pucci, deixando o posto de DJ para ser empresário DJ.
Depois de 5 anos sentei com Alessandro (Goli) e fechamos uma parceira. O Pucci só abre de sexta e sábado e ofereci para fazer de quinta feira, 1 vez por mês, para girar a casa e mostrar aos amigos e clientes a estrutura da DB2. Estas quintas feiras são especiais, pois utilizamos o espaço do Pucci para produzirmos outra iluminação, colocar a Cabine de DJ como era no início, na pista de dança.
Respondendo sua pergunta é um trabalho e também um Hobby, pois a minha união om o Pucci fez o mercado descobrir a DB2 Produção e o DJ Diego Briganti para casamento.
Um detalhe, nestas quintas feiras nossos convidados são VIP, não pagam para entrar, somente o que consumirem. Fazemos um festa sem trilha musical, toco o que gosto, que acredito ser bem comercial e voltado para o público feminino. E como sempre digo, onde existir mulheres dançando e cantando sempre haverá homens ao lado!

Agradeço ao Diego por dividir sua experiência e momentos importantes conosco!

Diego Briganti
www.db2producao.com.br
11 30 81 10 70 / 11 30 62 39 45
11 23 09 82 15 / 11 23 09 74 92
Rua Potsdam - 59 / Vila Leopoldina / SP - SP

8 comentários:

Fernanda Floret disse...

Adoro ele!

Momento único disse...

Dj é sempre um ítem de extrema importancia, ele tem que ter capacidade pra manter TODA a festa na pista de dança sem parar a noite toda !!!
Pra mim, ponto essencial !!

Dalila Saúde disse...

me manda sua lista de músicas que vc passou pro dj?
sei nem por onte começar a montar um repertório =/

dalilasaude@gmail.com

obrigada

Créme de la Créme disse...

Bia,

Que dicas legais. E concorno que o DJ faz o clima da festa.
Obrigada pelas visitas e comentários carinhosos. Adoro suas visitas. Realmente amigos são tudo, e para mim é mais ainda. São minha família.Beijos

Na Moret disse...

Querida,
Eu ando mesmo tão ocupada que não consigo atualizar muito o blog e ver o seu bloguinho que eu tanto adoro!
Mas tudo bem... mesmo assim a vida de quase-casada continua deliciosa, cada dia melhor!
Obrigada por se preocupar!
Super beijo,
Na Moret

Os Piquerruxos disse...

tem selinho p/ vc lndA!!
=****

Casando Sem Grana disse...

Adorei!

Experiência é tudo!
E a dele...

Pedi orçamento :P

Beijos querida, estou com saudades.

Diego disse...

Viva a música!!!

Obrigado!!!

Beijokas